Choose your country / language

Beyond Surfaces #9 - Opportunity

The year 2020 has brought a great deal of change. In this edition of BEYOND SURFACES we include a “special”, giving you a unique insight into how our employees around the world have taken on the challenge of the initial months of the Covid-19 pandemic with commitment and creativity. We are also taking the magazine title quite literally and are looking “beyond surfaces” into the second pillar of the Oerlikon Group, our synthetic-fiber business.

With this edition, we are celebrating a small but important anniversary: The first issue of BEYOND SURFACES was published five years ago. Two years earlier, Metco had joined the Oerlikon Group, and this magazine was created to introduce our customers to the solutions offered by the two brands, Oerlikon Balzers and Oerlikon Metco.

Since then, the Oerlikon Group has undergone significant changes. Today, it is a “Powerhouse of Materials and Surface Solutions.” Our newest business unit, Additive Manufacturing, which focuses on the industrialization of additive manufacturing methods, represents an important augmentation of the Oerlikon Balzers and Oerlikon Metco portfolio.

Navegue pela revista

Como BALINIT CROMA PLUS literalmente mantém o negócio funcionando …

Sem as rodas, rolos e rodízios feitos pela Blickle, muito mais do que os centros de logística postal da Europa estariam paralisados. São muitos outros setores nos quais a empresa, terceira colocada no ranking mundial, mantém negócios — inclusive na própria produção de moldagem por injeção da Blickle. E aí, a adoção do BALINIT CROMA PLUS reduziu os níveis de manutenção e perda.

Um estrondo rítmico ecoa pela fábrica da Blickle em Rosenfeld, Alemanha. Uma roda está se movendo durante o processo de teste. Firmemente preso, ele rola sobre os limites de um disco que está girando abaixo da amostra. Com uma carga de até 5 toneladas, a roda deve ultrapassar os obstáculos com sucesso muitas vezes para passar no teste de qualidade.

Produtora de 20 milhões de rodas, rolos e rodízios por ano, a empresa fabrica produtos sob medida com propriedades especiais para uma ampla gama de aplicações, sejam carrinhos de compras ou porta-paletes, empilhadeiras ou esteiras transportadoras. Mais de 8.000 itens podem estar prontos para envio em toda a Europa em um dia e outros 12.000 requerem apenas um ou dois dias.

“Em termos de faixa vertical de manufatura, temos o maior centro mundial de produção de rodas, rolos e rodízios bem aqui em Rosenfeld”, disse o gerente de marketing Werner Herre. “Graças a este know-how agregado e processos estreitamente interligados, podemos transformar produtos padrão em um produto especial de forma relativamente rápida, mesmo em pequenas quantidades.”

Um produto especial feito de poliamida e TPU

Um bom exemplo da forma como esses produtos especiais resolvem desafios é a inovação da roda conhecida como “POTHS”, no mercado desde 2019. O nome significa corpos de roda feitos de poliamida inquebrável e uma superfície de rolamento de poliuretano termoplástico (TPU) para uso em aplicações higiênicas ou na indústria de produção de alimentos. Tal como o seu produto irmão “POTH”, tem uma elevada capacidade de carga (até 550 kg) com baixa resistência ao rolamento e, com a sua superfície de rolamento mais macia, oferece melhor amortecimento de ruído e qualidade de condução.

Boa adesão, mas efeito colateral indesejado

Durante o processo de produção, o adesivo cola permanentemente o corpo da roda e a superfície de rolamento. Isso requer o uso de duas máquinas de moldagem por injeção. A primeira produz o corpo da roda, que é automaticamente transferido para a segunda máquina, onde uma superfície de rolamento é injetada ao redor do corpo da roda. “Dessa forma, os componentes aderem uns aos outros melhor do que se a superfície de rolamento se agarrasse apenas ao corpo da roda”, explica Frank Binder, projetista de ferramentas de moldagem por injeção. Um aditivo no TPU garante uma aderência particularmente boa entre o aro e o pneu.

Resíduos de adesivo na máquina e câmara quente

Essa adesão também é a fonte de um efeito colateral indesejável: O material sintético adere teimosamente aos moldes de injeção. A desmoldagem é mais difícil e os resíduos de material no molde são quase impossíveis de remover. Depois de apenas algumas centenas de tiros, o molde deve ser limpo - um procedimento de remoção e reinstalação que dura 2,5 a 3 horas. A máquina e a câmara quente também devem ser limpas de TPU a cada parada mais demorada, diz Binder: “O material derretido tem uma vida útil de cerca de 15 minutos, então ele se decompõe”.

BALINIT® CROMA PLUS contra adesão

Blickle estava procurando um revestimento de ferramenta adequado para controlar a aderência e reduzir a quantidade considerável de trabalho, bem como o volume de resíduos - e o encontrou no BALINIT® CROMA PLUS. O revestimento multicamadas extremamente duro, à base de CrN, protege as ferramentas contra abrasão e arranhões e reduz a adesão do plástico fundido, devido às suas propriedades de cerâmica. A formação de resíduos foi bastante reduzida e os depósitos geralmente podiam ser removidos manualmente usando meios simples, sem desmontar a ferramenta. O resultado: intervalos de manutenção significativamente mais distantes e menor perda. O resultado positivo nem precisou de muito tempo: “Investigação, testes e implementação - tudo levou apenas alguns meses”, diz Ronald Baumhöfer, Gerente de Contas Principais, Plástico da Oerlikon Balzers.

Blickle GmbH & Co. KG

  • Fundada em 1953
  • Mais de 1,000 colaboradores

Fabricante líder de rodas, rolos e rodízios com mais de 17 empresas de vendas na Europa, América e Ásia, bem como representantes em 120 países.

www.blickle.de

Contato

Petra Ammann

Petra Ammann

Head of Communications Oerlikon Balzers

Feedback ou perguntas? Entre em contato conosco!

keyboard_arrow_up